A missão da associação é atender e representar as demandas das cerca de 700 fintechs associadas de todas as verticais financeiras junto aos órgãos governamentais e reguladores, além de proporcionar a geração de novos negócios entre os associados e no mercado como um todo.

A relevância da ABFintechs vem crescendo ao longo dos anos justamente pelo importante papel desenvolvido em questões regulatórias, sempre trabalhando próximo a agências reguladoras e autarquias, como a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o Banco Central (BC), a Superintendência de Seguros Privados (Susep), o Ministério da Economia, entre outras. O resultado desse trabalho são grandes conquistas em prol do ecossistema de fintechs, como: a Instrução CVM 588, a Resolução 4656 do BC, o Sandbox regulatório, Marco Legal das Startups, Pix e a participação na construção do Open Finance Brasil.

A concretização da representatividade da ABFintechs também se mostra nos convites para compor posições estratégicas para o bom andamento de assuntos do mercado financeiro e inovação, como:

- Cadeira na ABNT CEE-112 / ISO-TC 68Financial Services (Associação Brasileira de Normas Técnicas)
- Comitê Nacional de Iniciativas de Apoio a Startups (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações)
- Estrutura de Governança do Open Finance (Banco Central do Brasil)
- Câmara Temática de Crédito, Seguro e Comercialização do Agronegócio (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento)

Por que fintechs?
A palavra fintech surgiu da combinação de duas palavras em inglês: financial e technology. O financial technology (tecnologia financeira, em português) foi abreviado, dando origem ao fintech que conhecemos atualmente.

O termo é usado para se referir a empresas ou startups que desenvolvem produtos financeiros totalmente digitais, que tem a tecnologia como o principal diferencial em comparação com as companhias tradicionais do setor.

Na prática, são empresas que usam tecnologia de forma intensiva para oferecer serviços financeiros inovadores, focados na experiência e necessidade do usuário. Elas são conhecidas por oferecer soluções menos burocráticas, mais fáceis de serem usadas e com baixo custo para o consumidor final.

As fintechs podem atuar em diversas categorias: crédito, pagamento, gestão financeira, empréstimo, investimento, financiamento, seguro, negociação de dívidas, câmbio e multisserviços.

Juntos, vamos gerar novos negócios e revolucionar o mercado financeiro brasileiro!

MISSÃO

Garantir que o maior número de fintechs torne-se realidade como negócio no Brasil.

VISÃO

Tornar o Brasil uma referência em inovação no setor financeiro. Passando a ser um fornecedor para o mundo de inovação disruptiva em finanças.

VALORES

• Empreendedorismo;
• Ética;
• Pensamento Coletivo;
• Compromisso com o impacto social

CARLOS DE OLIVEIRA

Certdox

Atuação: Seguros e RegTech

DIEGO PEREZ

SMU investimentos

Atuação: Regulação e internacionalização

MARCELO MARTINS

Pay Ventures

Atuação: Meios de pagamento

TOP